A ARTE INUSITADA DE ELIZA BENNETT

A britânica Eliza Bennett usa sua própria pele como uma tela de bordado

Quando a gente pensa que já viu toda a arte possível em bordado, surge a artista britânica Eliza Bennett, que se dedicou a levar essa arte de uma maneira inusitada: bordar a própria mão.

Segundo Eliza Bennet, a intenção não era criar uma obra bonita e sim falar sobre os trabalhos que geralmente são associados ao gênero feminino.




A artista britânica Eliza Bennett ganhou espaço nas redes sociais graças à sua arte inusitada. Ela usa a própria pele para fazer bordados, usando, para isso, desde os pontos mais simples até os mais complicados. A obra foi intitulada como “A woman’s work is never done” (em tradução livre, O trabalho de uma mulher nunca acaba). O objetivo da artista com o trabalho era mostrar que trabalhos geralmente associados ao gênero feminino, não são fáceis de serem realizados. Além disso, ela buscou retratar o serviço intenso e mal pago das oficinas de costura e outros serviços como limpeza, cozinha e o cuidado com os filhos.

Fonte: Portal UOL






Leia mais em: ElizaBennett

Comentários

Postagens mais visitadas